Parceiros
Telefones úteis
Redes Sociais
Conheça o Observatório

alt

O Observatório das Nacionalidades é uma rede de pesquisa multidisciplinar voltado para estudos teóricos e empíricos concernentes à construção das nações. Reúne pesquisadores de diversas instituições acadêmicas brasileiras.
Fundado em 2004, em Fortaleza, pelos professores Manuel Domingos Neto (UFC) e Mônica Dias Martins (UECE). Atualmente coordenado conjuntamente pela fundadora e a professora Natalia Monzón Montebello (UECE) que ingressou na rede de pesquisa em 2017.

Os pesquisadores reunidos no Observatório das Nacionalidades adotam as opções temáticas e os procedimentos metodológicos de suas predileções; manifestam livremente as conclusões de suas pesquisas. A originalidade e a unidade do grupo decorrem de um entendimento da nação como a comunidade-padrão da civilização moderna. Assim, rejeitam a ideia bastante difundida de que a nação resultaria de processos naturais irrecorríveis ou impulsos manifestados desde tempos imemoriais. Não importando qual seja a remessa a sua ancestralidade, a nação emerge no século XIX recoberta de sacralidade e se consolida apenas no século XX, quando as trocas entre estruturas produtivas se intensificam, as noções de direitos e deveres em relação ao Estado são amplamente disseminadas e o desenvolvimento de tecnologias permite a comunicação de massa em escala absolutamente nova.


Linhas de pesquisa:


Internacionalismo e Nacionalismo

Teorias e conceitos relativos a construção das nacionalidades, do internacionalismo e do nacionalismo. Doutrinas e movimentos internacionalistas e nacionalistas. Organizações internacionais e políticas multilaterais. Alianças, acordos e conflitos internacionais.



Forças armadas e Pensamento militar

A emergência e as características dos aparelhos militares modernos. Organizações militares, culturas corporativas e serviço militar. O militar na construção das nacionalidades. Defesa militar e desenvolvimento científico e tecnológico



Construção da nacionalidade brasileira

Estados e sociedades nacionais. Instituições, políticas públicas e movimentos sociais. Criação das simbologias nacionais. O sentido nacional na educação, música, literatura, cinema, artes plásticas, arquitetura e esporte.