Parceiros
Telefones úteis
Redes Sociais
Notícias
Nota Pública - cancelamento I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DIÁLOGOS CULTURAIS BRASIL E ÁFRICA

É com extremo pesar e imensa frustração que comunicamos o cancelamento do I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DIÁLOGOS CULTURAIS BRASIL E ÁFRICA: experiências, potencialidades e desafios. O evento – que seria realizado entre o período de 09 a 12 de março de 2020, nas cidades de Fortaleza, Redenção, Guaramiranga e Baturité – agregava ações como grupos de trabalhos, painéis, mesas redondas, visitas institucionais a equipamentos culturais e apresentações artísticas, envolvendo múltiplos atores interessados e inscritos no campo da cultura. O Seminário integrava caráter acadêmico e uma ampla participação de gestores e técnicos, bem como de produtores e agentes  culturais situados no âmbito de diferentes linguagens artísticas e práticas culturais, com especial destaque para as que dialogam com as culturas indígenas, africanas e afrodescendentes.Reconhecendo a importância de reativar os laços históricos com a África – particularmente no âmbito da cultura, tendo como horizonte sua diversidade e potencialidades –, o evento objetivava contribuir para a efetivação de modos de cooperação entre países do “sul global”, produzindo outras possibilidades de agendas científicas e políticas a partir de experiências compartilhadas.Promovendo, assim, uma ainda maior aproximação entre o Ceará e os países africanos de língua portuguesa e de modo mais especial, nesse momento,estreitando diálogos com Guiné Bissau.Considerando essas questões, uma de nossas mais centrais interlocuções se estabeleceria com uma comitiva de Guiné-Bissau, formada especialmente por representantes da Secretaria de Estado de Cultura daquele país, a se fazer presente no evento em questão.Contudo, e aqui residindo o concreto motivo do cancelamento do I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DIÁLOGOS CULTURAIS BRASIL E ÁFRICA: experiências,potencialidades e desafios, nos pesa comunicar que a presença da referida comitiva se tornou impossibilitada diante da situação em curso em Guiné Bissau de desestabilização e alteração da ordem constitucional, desde o dia 27/02, por meio, sobretudo, de intervenção militar. Nos posicionamos de modo solidário aos nossos colegas Bissau-guineenses, lamentando e, igualmente,nos indignando frente à desestabilização da legalidade política e democrática no país, feitos que não deixam de nos preocupar também no contexto brasileiro. Acreditamos, todavia, que diante do reestabelecimento democráticoo diálogo será retomado com a mesma potência, culminando no melhor desenvolvimento de nossa agenda conjunta.Cabe destacar, por fim, que o seminário – infelizmente ora cancelado –apenas pode ser pensado, em termos de organização e dotação de viabilidade,com a consolidação de parcerias valiosas, inseridas tanto no âmbito da Sociedade Civil quanto sob o registro do Estado. Desse modo, queremos muito honestamente agradecer toda a disponibilidade, atenção, mobilização coletiva e entusiasmo partilhado por um vasto conjunto de agentes e instituições. De modo bastante especial, queremos ser gratos, nós, do Grupo Diálogos Urbanos de Extensão e Pesquisas Interdisciplinares (DIÁLOGOS URBANOS/UNILAB),ao Núcleo de Estudos das Performances Culturais e do Patrimônio Cultural Imaterial (PERFORMARTE/UNILAB), a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (SECULT), a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (SECULTFor), a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial do Estado do Ceará (CEPPIR), a Coordenadoria de Políticas da Promoção da Igualdade Racial da SDHDS (COPPIR) e ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE-CE). Do mesmo modo, agradecemos a todos os convidados e apoiadores, bem como às equipes da Unilab que prontamente se engajaram nos processos. Esperamos que a despeito da gravidade da situação vivida em Guiné-Bissau,do “dano histórico” da desestabilização democrática que parece desejar localização em todo e qualquer rincão do mundo, possamos cultivar as relações construídas e, muito em breve, tornar a tecer outras tantas ações em conjunto.

Com os melhores cumprimentos,

Prof. Eduardo Machado

Prof. Ricardo Nascimento

Profa. Anne-Sophie Gosselin

Prof. Igor Monteiro